FRDEDF - Federação Regional do Desporto Escolar do Distrito Federal

O Brasil conquista o 3° Lugar Geral na Gymnasiade 2018!

14/05/2018
O Brasil conquista o 3° Lugar Geral na Gymnasiade 2018!

Atletas do Distrito Federal contribuem pro sucesso da participação brasileira!


GYMNASIADE – de 02 a 09 de maio de 2018, em Casablanca e Marrakesh/Marrocos

O Marrocos foi o centro do desporto escolar mundial durante uma semana de realização da 17ª edição da Gymnasiade ISF School Summer Games de 2018. Competição pela primeira vez realizada na África! Foram 18 diferentes modalidades sendo disputadas em Casablanca e Marrakesh, com a participação de delegações de 58 países.

O evento foi realizado com o alto patrocínio da Sua Majestade, o Rei Mohammed VI e organizada pela International School Sport Federation – ISF, com participação: do Ministério da Educação e Formação Nacionais Marroquinos; Formação Profissional, Ensino Superior e Investigação Científica; Ministério da Juventude e Desporto; e Federação Esportiva Escolar Marroquina.

Foi a maior competição esportiva realizada até hoje pela ISF, com um número recorde de esportes em disputa e com mais de 2000 atletas. Teve a maior participação africana de todos os tempos, com 20 países daquele continente. Extraoficialmente, também foi o primeiro evento com mais meninas do que meninos, estudantes/atletas. E pela primeira vez na história, o segmento educacional foi adicionado ao evento com um recém-criado Conselho da Juventude da ISF e suas atividades.

A organização da competição contou com a parceria do Olympic Channel e da Eurosport, importantes redes de mídia esportivas globais. O primeiro transmitiu 5 esportes diferentes durante quatro dias, enquanto que o segundo, divulgou tudo em seus canais on-line com mais de 15 milhões de leitores mensais e mais de 10 milhões de seguidores.

Houve cooperação de diferentes Federações Esportivas Internacionais: IAAF – Associação Internacional de Federações de Atletismo, Federação Mundial de Taekwondo, Federação Internacional de Judô, Tiro com Arco Mundial, AIBA – Associação Internacional de Boxe, UCI – União Ciclista Internacional e União Mundial de Lutas.

Entre muitos convidados, estiveram presentes: Chungwon Choue, Presidente da Federação Mundial de Taekwondo; Marta Pagnini, medalhista olímpica de bronze em Ginástica Rítmica pela Itália; Chika Chukwumerije, medalhista olímpico de bronze no Taekwondo pela Nigéria; Giba, medalhista olímpico de ouro em Vôlei pelo Brasil e Euler, consagrado jogador de futebol brasileiro que acompanhou sua filha na disputa da Ginástica Rítmica. Como embaixadores, estiveram presentes: Ibrahim Sabry, campeão dos Jogos Olímpicos da Juventude em tiro com arco pelo Egito; Marwa Amri, medalhista de bronze dos Jogos Olímpicos em Luta Olímpica pela Tunísia; e Souleymane M’baye, francês, ex-campeão de boxe no peso super-leve pela WBA.

As noites culturais atraíram um grande número de jovens para participar de intercâmbios culturais e apoiar a aprendizagem, a amizade e a tolerância ao longo da vida. Foram mais de 280 jovens voluntários que apoiaram o evento e garantiram que todos os atletas e professores experimentassem uma significativa experiência esportiva e cultural.

O BRASIL NA COMPETIÇÃO

Foram 58 países participantes da Gymnasiade. O primeiro colocado no quadro geral de medalhas foi a Ucrânia, com 104 medalhas, seguida pelo Marrocos, país-sede que contou com duas delegações participantes, com 87 medalhas.

A CBDE (Confederação Brasileira do Desporto Escolar) é a entidade responsável pela participação da delegação brasileira no evento.

Com a maior delegação do evento, a equipe verde e amarela contou com a participação de 278 pessoas, sendo 199 atletas, além de técnicos e autoridades do desporto escolar. Das 18 modalidades disputadas na competição deste ano, 10 contaram com a participação brasileira. Foram 86 medalhas conquistadas pela delegação brasileira no total, sendo: 27 ouros, 26 pratas e 33 bronzes. Ficamos em terceiro lugar, à frente de países tradicionais no esporte, como França, Rússia e Estados Unidos.

O judô do Brasil foi bicampeão do Mundial. Dos 15 atletas que lutaram, 14 ganharam medalhas, sendo: 8 de ouro e 6 de prata. Dentre os destaques estão as gêmeas Thyane e Thayná, que ganharam o ouro nas respectivas categorias.

O taekwondo também celebrou a conquista inédita de 15 medalhas: 1 de ouro com o atleta Vitor Porto, 3 de prata e 11 de bronze.

Outra modalidade que se destacou foi o karatê. Das 11 categorias disputadas, os caratecas foram para o pódio em 9 delas. Na categoria Kumite -61kg, Gustavo Fernandez ganhou o ouro. O paulista Nimai Caldas de Lima, foi campeão na categoria kumite - 55kg. As medalhas de prata foram obtidas por Bárbara Chacon Hor Cruz, no kumite -53kg, João Victor Lima Barbosa, no kumite +76kg, e Brenda Steffany Garret, pelo kata.

A ginástica rítmica liderada pelas treinadoras Valdenize Cunhago (conjunto) e Gizela Batista (individual) volta para casa com o título de campeã geral por equipe e terceiro lugar no conjunto cinco cordas com as ginastas escolares do Paraná: Ariane Pires, Leticia Lascoski, Nicole Silva, Maria Eduarda Azevedo e Rafaela Dudek. No individual: Ana Carolina Sandrini (SC), Geovanna Silva (ES), Eduarda de Carvalho (MG) e Samara Sibin (PR).

A ginástica artística também seguiu a tradição brasileira de ótimos resultados. Foram 4 medalhas de ouro, 1 com Luiza Trautwein no solo, e 3 com o atleta Diogo Soares, uma no individual geral, uma no salto e outra na paralela. Além disso, o Brasil conquistou 3 medalhas de pratas e 3 de bronze.

As disputas da natação, realizadas na cidade de Casablanca, renderam um total de 8 medalhas para o Brasil. Foram 6 conquistas de ouro e 2 de bronze. O atleta Lucas Silva conquistou dois, dos seis ouros da natação. Um nos 50m livre e outro nos 100m livre. Alexia Assunção também foi campeã em dois estilos, nos 200 e nos 100m costas. As outras duas medalhas de ouro foram conquistadas nos revezamentos, misto e 4x100m masculino. Vitor Baganha conquistou um bronze nos 100m borboleta e o segundo bronze foi conquistado no revezamento 4x100m medley masculino.

Assim como o taekwondo, o atletismo também obteve um total de 15 medalhas. Foram 5 conquistas de ouro, 6 de prata e 4 de bronze. Os campeões da modalidade foram Adrian Vieira, Vitor Gabriel, Marcos Paulo e as equipes dos revezamentos medley, masculino e feminino.

O xadrez brasileiro foi outra modalidade que subiu ao pódio na Gymnasiade 2018. Foram 2 as medalhas conquistadas, uma de prata, por Guilherme de Borba e outra de bronze por Lais de Bem.

A luta greco-romana também contribuiu com o quadro geral de medalhas da delegação brasileira. Logo no primeiro dia de competição da modalidade, Guilherme Porto foi o primeiro atleta a conquistar uma medalha mundial para a modalidade no Brasil, junto a Marcos Paulo da Silva, que foi bronze. Na soma final, a luta greco-romana obteve um saldo de 11 medalhas: 4 na prata e 7 no bronze. A atleta do Distrito Federal, ÁGHATA SILVA, do Colégio SEB Dínatos COC, foi a brasiliense com melhor colocação na competição!

As medalhas brasileiras:

OURO
1. Crislaine Alencar - judô - 40kg
2. Letícia Menino - judô - 44kg
3. Leonardo Sant'Ana (+90kg)
4. Natação - Revezamento 4 x 100 livre masculino (Lucas Silva x Gustavo Saldo x Victor Rocha x Mateus Zacharias)
5. Lucas Silva - Natação - Ouro - 100 metros livre
6. Thayna de Oliveira Lemos - judô - 58kg
7. Thayane de Oliveira Lemos - judô - 57 kg
8. Nimai Caldas de Lima - kumite - 55kg
9. Gustavo Furuuti Fernandez - kumite - 61kg
10. Diogo Brajão Soares - 1.o Individual Geral (Ginástica Artística)
11. Marcos Paulo - 110m sobre barreiras
12. Equipe - Ginástica Rítmica (Ana Carolina Sandrini/Ariane Pires/Letícia Lascoski/Nicole Silva/Maria Eduarda Azevedo/Geovanna Silva/Rafaela Dudek/Eduarda de Carvalho/Samara Sibin)
13. Bruna Bereza - judô 63kg
14. Eduarda Rosa - judô - 70kg
15. Anna Carolina Belém dos Santos - judô - 70kg
16. Vitor Gabriel - Lançamento se discos
17. Alexia Assunção - Natação - 200m costas
18. Vitor Porto - Taekondo - 78kg
19. Atletismo - Medley masculino
20. Atletismo – Medley feminino
21. Lucas Silva Natação - Ouro - 50 metros livre
22. Natação - Revezamento livre misto
23. Alexia Assunção - Natação - 100m costas
24. Adrian Henrique Dias Vieira – Atletismo
25. Diogo Brajão Soares - Salto (Ginástica Artística)
26. Diogo Brajão Soares - Paralela (Ginástica Artística)
27. Luiza Trautwen - Ginástica Artística
TOTAL: 27

PRATA
1. Yuri dos Santos - judô - 50kg
2. Arthur Mesquita - judô - 60kg
3. Guilherme Soares - Atletismo - arremesso de dardo
4. Guilherme Barros de Arruda Porto - Greco Romano - 70kg
5. Fernanda Costa Rodrigues - judô - 48kg
6. Matheus Roberto Pereira - judô - 66kg
7. Bruno Silva Santos Ramos - judô - 73kg
8. Bárbara Chacon Hor Cruz - kumite - 53kg
9. João Victor Lima Barbosa - kumite +76kg
10. Brenda Steffany Garret – kata
11. Ginástica Artística - por equipe (Patrick Sampaio, Diogo Giusepe Paes/Diogo Brajão Soares/Murilo Miguel Sousa/Mateus Camilo Neves da Silva)
12. Vitor Hugo Gravehagen - judô - 90kg
13. Nerisnelia dos Santos Sousa - Salto triplo feminino
14. Larissa Nascimento - Taekondo - 52kg
15. Diogo Brajão Soares - Ginástica Artística Masculino - aparelho cavalo
16. Larissa Pereira - Luta Livre
17. Micael Duarte - Greco Romano
18. Agatha Silva – Greco Romano
19. Lucas Conceição – Atletismo
20. Letícia Nonato – Atletismo
21. Caio Almeida – Atletismo
22. Atletismo – Revezamento medley masculino
23. Mateus Camilo Neves da Silva – Ginástica Artística
24. Guilherme da Borda – Xadrez
25. Lívia Borba - Taekondo
26. Sandy Macedo - Taekondo
Total: 26

BRONZE
1. José Augusto de Oliveira Neto - 76kg – kumite
2. Anna Laura Prezotti - kumite - 59kg
3. Marcos Paulo Barbosa da Silva - Greco Romano - 92kg
4. Nayara Neri de Paula – kata
5. Eduardo Kinji de Melo Inagaki - kata
6. Adrian Henrique Dias Vieira - Atletismo (salto em distância)
7. Ginástica Artística - Individual Geral (Murilo Miguel de Sousa)
8. Conjunto - Ginástica Artística
9. Conjunto de 5 cordas- Ginástica Rítmica (Ariane Pires/Letícia Lascoski/Nicole Silva/Maria Eduarda Azevedo/Rafaela Dudek)
10. Rafael Magalhães - Taekondo 51kg
11. Vander Wolliver - Taekondo - 45kg
12. Gabriel Fabre - Taekondo - 59kg
13. Eduarda Camila - Taekondo - 68kg
14. Giovana Campos - Taekondo - 59kg
15. Vitor Baganha - Natação - 100m borboleta
16. Natação - Revezamento 4 x 100 medley
17. Murilo Miguel - Ginástica Artística Masculino - aparelho cavalo
18. Júlia Oliveira - Luta Livre
19. Igor Queiroz - Luta Livre
20. Ruthy Hellen - Luta Livre
21. Letícia Pimenta - Greco Romano
22. Ketellen Nascimento - Greco Romano
23. Lislly Silva - Greco Romano
24. Rafael Maciel – Atletismo
25. Jessica Moreira – Atletismo
26. Atletismo – Revezamento medley feminino 2
27. Wilian Silva - Taekondo
28. Lais de Bem – Xadrez
29. Gustavo Noia - Taekondo
30. Guilherme Marinho - Taekondo
31. Bruno Rodrigues – Taekondo
32. Débora Saionara - Taekwondo
33. Emily Cristine - Taekondo
Total: 33

TOTAL GERAL: 86


GYMNASIADE 2020

Em todos os níveis a Gymnasiade de 2018 foi um evento recorde! A próxima será em 2020, em Jinjiang, na China. Os preparativos já começaram!


VÍDEOS

HIGHLIGHTS – Gymnasiade 2018

Gymnasiade 2018 – Eurosport

ISF Youth Council: Fun &Skills at Gymnasiade 2018


Fonte:
http://www.isfsports.org/record-breaking-gymnasiade-58-countries-celebrating-school-sport-1st-ever-int-youth-multisport-event
http://esporte.ig.com.br/maisesportes/2018-05-12/gymnasiade-brasil.html

Outras notícias