FRDEDF - Federação Regional do Desporto Escolar do Distrito Federal

O Brasil é o Campeão Geral no Sulamericano Escolar de 2018!

12/12/2017
O Brasil é o Campeão Geral no Sulamericano Escolar de 2018!

O Brasil conquista 60 medalhas no Sulamericano Escolar da Bolívia


O Brasil conquistou a primeira colocação nos Jogos Sul-Americanos Escolares de Cochabamba, na Bolívia, neste sábado (09/12/2017). As modalidades individuais e coletivas conquistaram muitas medalhas para o país!

Na natação, o Brasil foi campeão geral no masculino e no feminino. Ao todo, os nadadores brasileiros conquistaram 21 medalhas: onze ouros, sete pratas e três bronzes. Somente o nadador Gustavo Saldo, da escola Santa Teresinha do Menino Jesus (PR), foi responsável pela conquista de cinco ouros, ganhando troféu destaque da competição. A brasileira Nichelly Lysi, do Objetivo Albert Eistein (SP), também ganhou o troféu como destaque no feminino.

Gustavo destaca a sua felicidade em ser o destaque da natação a nível sul-americano. “Estou muito feliz. É gratificante ver que toda minha dedicação nos treinos tem dado resultado”, ressaltou Gustavo. O técnico Diego Peña, que acompanha o atleta e a equipe masculina na competição, também se diz muito satisfeito e falou emocionado do resultado. “Alcançamos o nosso objetivo de sermos campeões da América do Sul. O Gustavo é um atleta diferenciado. Sem dúvidas, tem um grande futuro pela frente na natação”, destacou o técnico.

O atletismo também seguiu sua tradição de ganhar muitas medalhas para o Brasil. Foram 23: oito ouros, oito pratas e sete bronzes, sendo 16 no masculino e 7 no feminino. Com esse resultado, a modalidade conquistou o primeiro lugar geral no masculino e vice-campeão geral no feminino

O tênis de mesa foi outra modalidade que levará ouros para o país. O quarteto Kenzo Carmo, do Educandário Santo Antônio (SP), Joon Shim, do Colégio Ateneu (PR), Ana Carolina Bonsere, do Colégio La Salle (PR), e Wanessa Su Wu, do Colégio Santa Mônica (RJ), conquistaram ao todo três ouros e três bronzes. Em uma disputa para a vaga na final, Kenzo e Joon tiveram que jogar entre si, com Kenzo levando a melhor e conquistando o ouro na final.

No xadrez, os brasileiros ficaram em terceiro lugar geral. Isabela Conti de Freitas, do Colégio Militar de Juiz de Fora (MG), ganhou o ouro, Alberto Bonvini, do Colégio Semeando (SP), ficou com a prata e Maria Eduarda Gomes, da Escola de Educação Básica Joaquim D'Agostini, de Chapecó (SC), levou o bronze.

O coordenador geral da Coordenação Geral de Esporte e Educação do Departamento de Desenvolvimento e Acompanhamento de Políticas e Programas Intersetoriais de Esporte, Educação, Lazer e Inclusão Social da Secretaria Nacional de Esporte, Educação, Lazer e Inclusão Social do Ministério do Esporte, Ueslei José, acompanha a delegação em Cochabamba e fala da importância do legado esportivo. “Estou acompanhando o termo de fomento entre o Ministério do Esporte e a CBDE para a realização dos Jogos. O Ministério do Esporte, assim como a CBDE, quer manter o legado esportivo no nosso país e por isso apoia a participação do Brasil nos Jogos Sul-Americanos Escolares”, ressaltou Uesley.

Do Distrito Federal, fizeram parte da Delegação Escolar Brasileira:
MARINA SEVERINA PEREIRA DE SIQUEIRA - Atletismo - CEF Zilda Arns do Itapuã;
THIAGO LOPES - Atletismo - CEF Zilda Arns do Itapuã;
Equipe de BASQUETE Masculino do Colégio Santa Dorotéia de Brasília.

Participação Brasileira
Na última vez em que esteve na competição, em 2015, o Brasil encerrou sua participação também como campeão geral, saindo dos jogos como grande potência desportiva escolar. No ano seguinte, em 2016, o Brasil não participou do torneio, que foi realizado em Medelim, na Colômbia. Em 2017, o Brasil volta a participar da competição após o convênio assinado entre a CBDE e o Ministério do Esporte, que garantiu a participação dos atletas escolares na competição.

Os Jogos Sul-Americanos Escolares
Realizado anualmente, os Jogos Sul-Americanos Escolares têm o Conselho Sul-Americano do Desporto Escolar (Consude) como realizador do evento.

A competição é a maior em nível sul-americano e contribui para o desenvolvimento esportivo, cultural e o intercâmbio entre os países participantes.
Confederação Brasileira do Desporto Escolar

A CBDE é responsável pelo fomento do esporte escolar em caráter nacional, sendo representado por federações nos Estados brasileiros. Organizadora de eventos que englobam atletas de todo o país, a confederação também é responsável pela delegação brasileira em competições internacionais.

Clique aqui pra ver o quadro final de medalhas de cada país participante!

Notícias, imagens e vídeos da competição: www.cochabamba2017.com

Outras notícias